Registro das atividades no Laboratório de Informática

Leitura sobre o tema

Pesquisando na Internet

Anúncios
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Webquest O lugar onde vivo

Chegou o momento de registrar a aplicação da webquest:
O saldo é positivo, pois a webquest superou as expectativas. Os alunos se envolveram no processo de forma motivada e isso me deixou muito realizada. Apresentei-lhes a proposta explicando que eu estava fazendo um curso e que havia escolhido a turma deles para realizar o projeto. Acho que isso fez com que eles se sentissem valorizados. Depois de conversar com esta turma de 7ª série, levei-os ao laboratório de informática para mostrar-lhes o Blog e a Webquest. Imediatamente eles iniciaram a pesquisa sobre o lugar onde vivem que era uma das tarefas propostas.
Esse processo se repetiu durante várias aulas e culminou em um seminário, onde os alunos apresentaram as pesquisas realizadas. Posso dizer que os estudantes puderam aprimorar muitas competências, como conviver em grupo, reconhecer o outro e suas diferentes opiniões, interagir e comunicar-se com um objetivo definido: mostrar aos colegas o que já sabiam e o que puderam aprender sobre a história, a geografia e a cultura do lugar onde moram.
Além disso, desenvolveram ainda mais as capacidades de leitura e escrita em função da pesquisa realizada. Também analisaram e interpretaram dados estatísticos, fatos noticiados por meios de comunicação e situações do cotidiano, estimulando a capacidade de olhar de forma crítica os problemas que afligem sua comunidade. Foram criativos na apresentação dos trabalhos, pois incluíram nos slides utilizados fotos antigas e atuais da localidade em que vivem músicas relacionadas à cultura da região, que tem forte influência italiana, além de vídeos e entrevistas realizadas com pessoas idosas da comunidade que contaram fatos bastante pitorescos.
Os resultados foram extremamente satisfatórios, tanto que os alunos solicitaram a oportunidade de trabalhar com essa metodologia novamente no próximo trimestre. Estamos preparando uma série de textos para serem publicados no Blog, que será mantido até o final do ano.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Nosso pátio era o campus

Nós, professores de Língua Portuguesa, estamos recebendo formação no que se refere as Olimpíadas de Língua Portuguesa. Em um de nossos encontros, após a análise de vários textos de memórias literárias, fomos incentivados a escrever também nossas memórias. A partir deste incentivo, escrevi o texto que segue:

Nosso pátio era o campus

A infância em Santa Maria foi muito peculiar. Tive a oportunidade de brincar com meus amigos no campus da Universidade Federal, que mais era a continuação do pátio de nossas casas.

As vias asfaltadas constituiam um terreno perfeito para andar de bicicleta. Eu tinha uma Monareta verde que havia sido dada ao meu irmão mais velho e que passou passou para mim.

Adorava ornamentar a bici com enfeites nos raios, capas de banco com franjinhas, buzinas coloridas, entre outros aparatos.

Sentir os cabelos voando e o vento que soprava no rosto davam-me a sensação de liberdade, de autonomia, porque com minha bici, podia ir para qualquer lugar, melhor, para qualquer lugar próximo a minha casa.

Reunia-me com a garotada da rua para sair em direção ao campus universitário, mais especificamente ao prédio em que ficava a sala da morfologia do Curso de Medicina. Espiávamos pelas grandes janelas a aula dos futuros médicos, que cortavam e estudavam os cadáveres colocados sob plataformas de inox. Todos de jaleco branco, atentos as instruções do professor. Lembro-me bem do cheiro de formol que era usado para conservar aqueles corpos de cor lilás, quase roxos e aparentemente gelados.

Em um desde momento de espreita, uma turma de alunos de Medicina resolveu pregar uma peça em nós, já que insistentemente nos colocávamos a olhá-los com muita curiosidade. Eles nos convidaram a entrar e conhecer os laboratórios onde procuravam desvendar os mistérios do corpo humano.

Primeiro,fomos a uma sala em que havia órgãos em vidros gigantes, imersos em formol. No entanto, o que mais nos chamou a atenção foi ver os fetos com problemas de formação.

Depois, fomos a sala mais esperada, àquela em que encontravam-se os cadáveres. Nos aproximamos com muito medo de um corpo que estava sendo analisado,uns empurrando os outros, todos com medo e ao mesmo tempo fascínio, curiosidade…

Em um determinado momento, os estudantes se olharam e em um gesto que parecia combinado, e provavelmente era, disseram que iriam nos examinar, que era para nós nos deitarmos junto aos cadáveres. Instintivamente nos olhamos e saímos gritando dali, correndo em disparada até nossas bicicletas, estacionadas nos fundos do prédio.

Foi uma tarde inesquecível, pois qual a criança que não se interessa por histórias de terror?

Nos dias que seguiram, contamos esta história a muitos outros colegas de escola, pois havia sido uma grande aventura! Claro que a parte em que sentimos medo foi ocultada, para todos os efeitos, não sentimos medo em momento algum. Queríamos passar a imagem de jovens destemidos e aventureiros, apesar de sermos apenas crianças curiosas e medrosas, no alto dos nossos dez anos.

(Patricia Lopes de Vargas)

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Olimpíadas de Língua Portuguesa 2012

O lugar onde vivo é o tema das Olimpíadas deste ano. Cada série/ano trabalhará com um gênero textual diferente. 5º e 6º Ano aprenderão mais sobre poesia, a 7ª série ou 8º Ano trabalhará com memórias literárias e a 8ª série ou 9º Ano produzirá crônicas. As turmas já estão participando das oficinas. A turma da 7ª série trouxe para a sala de aula vários objetos e fotos da infância, já que trabalhará com memória. Os alunos do 5º e do 6º Ano leram muitas poesias de autores consagrados, copiaram estes poemas e ilustraram, depois organizaram um mural.
width=”300″ height=”225″ class=”alignnone size-medium wp-image-28″ />o

Este slideshow necessita de JavaScript.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

O lugar onde vivo

Será que você realmente conhece o lugar onde vive? Que tal conhecê-lo melhor através da conversa com pessoas idosas da comunidade e da pesquisa de aspectos históricos, geográficos e culturais?O lugar onde vivo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Dia Municipal da Leitura

Dia 5 de maio foi o Dia Municipal da Leitura em Farroupilha. Esta data foi muito comemorada nas escolas da rede municipal. Em nossa escola tivemos várias atividades preparadas pelo grupo de professores. Para as turmas do Ensino Fundamental II, preparamos uma contação de histórias utilizando diversificadas técnicas. Primeiro, os alunos assistiram a uma dramatização de uma história utilizando fantoches. Depois, assistiram a uma apresentação de slides abordando a importância da leitura através dos “Oito motivos para se apostar nos livros”. Neste momento, foi promovida uma reflexão a respeito do papel da leitura em nossas vidas e quais os benefícios que os livros podem nos trazer. Em seguida, as turmas assistiram a animação de duas lindas histórias, através de dois videos do Youtobe.Percebemos que eles gostaram de ouvir história de diferentes formas. Afinal, quem não gosta de uma boa história? Para encerrar, antes de voltarem para a sala de aula, percorreram os corredores e observaram a exposição de trabalhos  dos alunos de todas as turmas, através de uma “Trilha da Leitura”. A comemoração deste dia fez toda a comunidade escolar refletir a respeito da leitura e da importância de seu papel na vida de cada cidadão, pois quem lê, tem argumentos suficientes para expor suas ideias, defender seus direitos e fazer a sua parte em uma sociedade mais justa e igualitária, em que todos possam se expressar livremente.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Apresentação

Sou Patricia Lopes de Vargas, professora de Língua Portuguesa da Escola Municipal de Ensino Fundamental Padre Vicente Bertoni, em Farroupilha, RS. É a primeira vez que crio um blog com fins educativos. Espero poder compartilhar muitas atividades que considero interessantes e relevantes a aprendizagem de meus alunos neste espaço, bem como poder ler os comentários e aceitar as contribuições de outros colegas. Acredito que as novas tecnologias estão aí para serem exploradas, a fim de auxiliarem nosso cotidiano e contribuírem para a renovação e o aprimoramento de nosso trabalho.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário